o que é e como funciona a portabilidade de financiamento

Portabilidade de Financiamento: O Que É e Como Funciona?

Enquanto uns veem crise, outros enxergam uma oportunidade para investir em imóveis. Devido aos juros baixos, opções como a portabilidade de financiamento dispararam em 625% neste ano de 2020. 

Por isso, essa modalidade regulamentada pelo Banco Central do Brasil atrai cada vez mais os compradores que procuram por taxas acessíveis. 

Esse novo cenário econômico apresentou uma grande chance para as pessoas que financiam terreno, casa ou apartamento. Assim, a condição está cada vez mais popular entre os brasileiros. 

Então, conheça o que é, as características e o funcionamento da portabilidade de financiamento imobiliário. 

Portabilidade de Financiamento Imobiliário: O Que É e Como Funciona?

A portabilidade é uma forma de trocar dívidas caras por outras mais em conta. Ela permite que um cliente consiga migrar da instituição financeira com a qual tem um débito e escolher outro banco. 

Esse mecanismo também funciona em várias modalidades, tanto para empréstimos, para o próprio financiamento imobiliário ou outros bens. No entanto, é essencial conferir como ocorre em cada organização, para não fazer um mau negócio. 

Quais as Principais Características da Portabilidade de Financiamento?

Ao escolher por essa transação é possível mudar o débito de um banco para o outro, de acordo com os benefícios que pode conseguir na outra instituição. 

Logo, essa forma é recomendada quando o cliente pode melhorar a condição de pagamento, valor total da dívida ou reduzir os juros. Esse processo tem características diferentes que devem ser analisadas, veja! 

Condições da Dívida

Uma prática comum é que a concorrência ofereça juros menores para atrair novos clientes. Isso também vale para a hora de comprar um imóvel

os prazos continuam os mesmos, mas com isenção de Imposto Sobre Operação Financeira (IOF). Assim, ao avaliar o débito com o novo banco, as taxas diminuem. 

Custos

Não há custos para a portabilidade de financiamentos, de acordo com a regulamentação nº 3.401/2006 do Banco Central. 

Por isso, caso a instituição tente cobrar, esteja atento ao contrato e não aceite. Contudo, gastos como valores do cartório pelo novo contrato podem incidir no processo. 

Respaldo Legal

Qualquer instituição financeira dentro do país que trabalhe com serviços de financiamento e empréstimo tem a obrigação legal de oferecer a portabilidade de dívidas. 

Por outro lado, não há problemas caso a organização original queira manter cartões de crédito, contas correntes ou demais serviços com seus antigos usuários.

Prazo

Os prazos são variáveis de acordo com o banco, mas o tempo médio para a operação é de até 2 dias úteis. 

Nesse tempo, a instituição financeira atual passa dos dados sobre o débito para o novo credor. Com isso, decorrem 5 dias para retornar a resposta da aceitação da portabilidade. 

Então, todas as condições são apresentadas ao cliente, como o tempo e as taxas de juros atualizadas da dívida. Após esse trâmite, a pergunta mais comum é querer saber qual é o melhor banco para fazer a migração. 

É o que você entenderá no próximo tópico. 

Qual o Melhor Banco Para Fazer a Portabilidade?

Existem diversos bancos que trabalham com a portabilidade de financiamento. Nesse caso, em seus próprios sites é possível encontrar ferramentas de simulação para conferir como ficará o débito na migração.

Na simulação, em geral, são solicitadas informações básicas como: data de nascimento do titular, valor do imóvel, estado de compra do bem, saldo devedor, parcela atual e o prazo restante. 

Comparando as opções nas instituições, fica fácil saber qual o melhor banco para fazer a portabilidade de acordo com o seu perfil. 

Vale a Pena Fazer a Portabilidade de Financiamento Imobiliário?

Em geral, vale a pena. 

Grande parte das condições de financiamento de imóveis tem ligação com a taxa básica de juros, chamada de Selic. Por isso, quando ela está mais baixa, como hoje em dia, há mais facilidades para a portabilidade. 

Sendo assim, é importante avaliar a Selic e a dívida atual e comparar com as novas opções oferecidas em contrato pelas instituições concorrentes. Dessa forma, o cliente consegue perceber se está fazendo um bom negócio ao migrar seu débito. 

Você pode encontrar o índice da taxa Selic no site do Banco Central do Brasil, rolando a página no canto à direita. 

Como Fazer a Portabilidade de Financiamento Imobiliário: Dicas

Você já realizou seu sonho do primeiro imóvel, mas agora busca boas condições para quitar essa compra. 

Portanto, antes de fazer a portabilidade de financiamento imobiliário, é importante conhecer as opções mais populares para acertar na escolha. Veja como funciona essa modalidade nos principais bancos no país. 

Portabilidade de Financiamento Imobiliário Caixa

A Caixa Econômica Federal é um banco público, por isso suas taxas são mais atrativas. Então, vale a pena conferir as condições oferecidas pela instituição com uma simulação on-line ou falando com o gerente. 

Portabilidade de Financiamento Imobiliário Itaú

O banco Itaú é um dos mais requisitados para fazer a portabilidade de financiamento. 

Como cada cliente conta com um contrato diferenciado, a instituição não divulga em seu site as taxas para o processo. Logo, isso abre portas para a negociação com cada pessoa. 

Portabilidade de Financiamento Imobiliário Santander

Para fazer a portabilidade é preciso falar com um gerente na agência. Também é possível saber mais sobre essas condições ligando para a Assessoria em Crédito Imobiliário. Você pode acessar os telefones no site do Santander. 

Além dessas opções, existem ainda as instituições digitais, como o banco Inter, que oferecem boas condições para essa modalidade.

Vale a pena conferir e fazer uma simulação em outras organizações também. Quanto mais instituições você acompanhar, mais recursos pode ter na hora de negociar com o atendente do banco. 

Conclusão

Agora que você já sabe que há diversas organizações financeiras para fazer a sua portabilidade, é hora de partir para a ação. 

Nesse tempo de isolamento social e preços altos, o objetivo é trocar uma dívida alta por uma que seja mais em conta para você.

Com isso em mente, veja todas as condições em seu contrato atual e anote para que esteja bem claro. Confira a taxa que paga hoje, se ela está atrelada a algum índice (Como o IPCA ou Selic), veja a quanto está essa porcentagem, o valor de cada parcela e o total do débito.

Feito isso, em sua casa mesmo, apenas com um computador ou celular faça as simulações nos bancos que foram citados, ou naqueles que você confia. 

Você ainda pode ligar para as instituições e conseguir informações. 

Logo, faça todas as comparações que conseguir. Assim, é possível encontrar as melhores formas para a sua portabilidade de financiamento imobiliário. Se você gostou deste artigo, não deixe de conferir também por que quem aplica em poupança está perdendo dinheiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *