Home » Como financiar um apartamento: Confira o guia para sair definitivamente do aluguel

Como financiar um apartamento: Confira o guia para sair definitivamente do aluguel

Como financiar um apartamento

Para muitas pessoas, ter seu primeiro imóvel é um sonho realizado. Não é mesmo? Nessa hora, é comum surgirem várias dúvidas, entre elas entender o que precisa para financiar um apartamento.

Então, veja hoje o guia para sair do aluguel e atingir esse objetivo definitivamente. Por isso, se você quer entender o passo a passo desse processo, não precisa mais procurar. 

Aqui você vai entender como funciona um financiamento e o que é necessário para fechar esse negócio, já que o aluguel vai aumentar muito

Acompanhe as dicas e boa leitura!

Como financiar um apartamento: veja o passo a passo   

como-financiar-apartamento

Está com dúvidas sobre o que é necessário para começar o seu financiamento? Para isso, basta anotar esses tópicos e já separar tudo para dar entrada no seu projeto. Para não se perder com as etapas burocráticas, é fundamental prestar atenção aos passos.

Escolha do imóvel  

Na hora de comprar um apartamento é preciso avaliar bem o imóvel ideal para você e sua família. Isso envolve tempo de pesquisa para encontrar algo que atenda às suas necessidades e esteja dentro do planejamento financeiro. Por isso, não tenha pressa nesse momento e observe esses pontos:

  • localização;
  • qualidade da estrutura;
  • facilidade para acesso;
  • segurança do bairro;
  • proximidade de comércios e pontos essenciais. 

Sendo assim, é importante ver se há supermercados, escolas, faculdades, pontos de ônibus, hospitais, locais para lazer e o que mais você precisar em sua rotina. 

Faça a simulação     

Nessa fase, é comum que você tenha duas ou mais opções de imóveis para escolher. Aqui, você pode fazer uma simulação de financiamento no site da Bridge. Esse processo ajuda a ver as condições e os prazos do financiamento. 

Para simular o financiamento de um imóvel, você deve preencher o formulário online dizendo o tipo de imóvel que deseja financiar, categoria, tempo de parcelamento, entrada e outros dados que forem solicitados. Com isso, você pode ver os juros e o valor de cada parcela para todo o período.

Reúna a documentação  

Depois de fazer a simulação, é possível planejar o financiamento. Agora, você deve separar os documentos necessários para apresentar a financiadora. Essa lista pode ser diferente de acordo com o banco, mas, em geral, eles são: 

  • documento de identidade (RG ou carteira de motorista);
  • CPF;
  • comprovante de rendimentos;
  • carteira de trabalho;
  • comprovante de endereço;
  • documento de estado civil;
  • declaração de Imposto de Renda;
  • extrato do Fundo de Garantia. 

Para comprovar renda, o documento pode variar. Logo, para trabalhadores com CLT, basta apresentar os holerites mais recentes e a carteira de trabalho. Enquanto isso, empresários podem mostrar o pró-labore. Já autônomos devem demonstrar provas de movimentação nas contas, como os extratos bancários. 

Comece a análise de crédito 

Com os documentos em mãos, é o momento de solicitar a análise de crédito. Assim, você deve escolher um banco e pedir para que cheque as condições na análise de crédito. 

Após confirmar seus dados, a financiadora emite um Contrato de Financiamento que deve ser assinado por você e pelo vendedor. 

Registre o Contrato de Financiamento

Feito isso, é preciso levar essa documentação para ser registrada no cartório. Nessa fase você terá custos adicionais, como o Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI). 

Com a via do contrato registrado, o banco tem o prazo de 5 a 10 dias úteis para liberar o crédito ao vendedor. Agora, você fica responsável por pagar à instituição bancária as parcelas que foram definidas. 

O que precisa para financiar um apartamento usado?

financiar-apartamento-usado

Fora os documentos já solicitados para a análise de crédito, ao financiar um apartamento usado é preciso fazer a comprovação do estado atual do bem. 

Dessa forma, a financiadora pode exigir uma certidão negativa de débitos em cartório para comprovar que os impostos estão em dia. 

Pode solicitar ainda outras documentações comprovando a qualidade da estrutura do imóvel. Além disso, diversos bancos pedem que o comprador dê uma entrada que pode chegar a 50% do imóvel nesse tipo de negociação. 

É possível trocar um financiamento?   

Sim, é possível. Para isso, basta fazer a transferência da dívida. Assim, o comprador faz um acordo com o proprietário atual sobre o valor que já foi pago anteriormente e a entrada. Depois disso, os dois combinam uma maneira para a quitação.

Após o acordo, é necessário consultar o saldo pendente, ir até ao banco credor e pedir que avalie a condição de pagamento do novo proprietário. Logo, a instituição acerta se é possível manter os prazos e taxas acordados antes e fazer a portabilidade da dívida. 

Como se planejar para financiar um apartamento   

Como-se-planejar-para-financiar-um apartamento

Para fazer um bom planejamento financeiro, é preciso conhecer bem os seus números. Dessa forma, será possível atingir esse objetivo sem comprometer o orçamento da família ou outras metas. 

Entenda sua renda

Saiba bem qual é o valor líquido que recebe por mês. Ou seja, a quantia que realmente cai em sua conta bancária. Confira se as parcelas do financiamento cabem no seu bolso.

Tenha nome sem restrição

Para isso, confira se o seu nome não tem restrições em instituições financeiras. Afinal, esse fato pode ser um grande empecilho para o seu financiamento. 

Corte gastos desnecessários

É importante se lembrar de que você precisa dar uma entrada. Portanto, até ter esse valor, corte de gastos que não são relevantes para você. Assim, você poupará mais. 

Seguindo essas dicas, você consegue acumular o montante necessário sem pesar no mês. Então, saber como financiar um apartamento não será mais uma dificuldade na sua vida. 

O que considerar ao escolher um apartamento para financiar

Ao escolher um imóvel, é preciso avaliar tanto a estrutura física, quanto o local em que você pretende comprar o apartamento. Sendo assim, confira se o local traz o que você deseja. 

Logo, talvez sua preferência seja por um lugar com escolas perto para seus filhos, ou você deseja morar perto de centros comerciais. Além disso, você ainda pode querer locais de lazer ou parques próximos. 

Assim, os lugares disponíveis, como os bairros de Porto Alegre, por exemplo, trazem uma dessas vantagens em mais destaque para você escolher. Se quer saber mais detalhes, conheça os bairros mais nobres de Porto Alegre para morar. Considere também os seus planos de vida. Isso quer dizer: se você deseja ter filhos, receber visitas, trabalhar em casa etc. Nesses casos, avalie ter um imóvel com mais quartos. Você também pode escolher um apartamento com home office.

Prós e Contras de financiar um apartamento

Se você chegou até aqui e já sabe como financiar um apartamento, é o momento da decisão. Por isso, aproveite e confira 4 passos para comprar seu apartamento sem dores de cabeça. Então, analise esses prós e contras:

Prós do financiamento 

  • Segurança após quitar o imóvel;
  • Construção do seu patrimônio;
  • Valorização do imóvel com o tempo;
  • Possibilidade de fazer do aluguel uma renda;
  • Chance de sair do aluguel.

Contras do financiamento

  • Gastos de manutenção e reformas;
  • Pagamento de impostos como IPTU;
  • Pode não ser tão fácil para alugar ou repassar; 
  • Até quitar, o imóvel não é seu e sim do banco;
  • A duração longa das parcelas pode ser um risco.

Sendo assim, ao optar pelos prós, você terá um imóvel seu ao fim das prestações e que já saberá o valor das parcelas. 

No entanto, você pode ter gastos com o imóvel e a passar pela imprevisibilidade dos seus rendimentos com os anos. Fora isso, mais uma alternativa é fazer a compra à vista. 

Conclusão

Agora você já sabe os detalhes desse processo, como escolher seu imóvel, os documentos necessários e como ocorre a assinatura do contrato. 

Você também aprendeu como fazer um planejamento financeiro, seja para uma residência nova ou usada. Assim, basta avaliar os prós e contras do financiamento e escolher o que é mais vantajoso para você e sua família.

Então, já que você viu como financiar um apartamento e se entendeu que é a melhor opção, não perca tempo para realizar o sonho do imóvel próprio e sair do aluguel. 

Se você gostou dessas dicas, aproveite e descubra também por que investir em imóveis em tempos de crise.