6 dicas de harmonização de vinhos com peixe e carne vermelha

casal jantando e harmonizando vinho

Quem não gosta da ideia de chegar em casa, preparar um delicioso prato e abrir uma boa garrafa de vinho para relaxar? A harmonização de vinhos pode até parecer um assunto complexo quando não somos profundos conhecedores do assunto. Mas é possível ter algumas ideias de combinações de pratos com a bebida, seguindo dicas bem básicas sobre o assunto.

O importante, no fim das contas, é que a refeição fique prazerosa e gostosa, não é mesmo? Quando falamos em carnes vermelhas ou peixe, há maneiras de escolher bons vinhos para acompanhá-las sem erro. Vamos entender melhor como fazer a harmonização de vinhos? Acompanhe as nossas dicas!

1. Nem toda carne vermelha combina com vinho tinto

Nossa primeira dica, na verdade, é uma forma de derrubar um mito. Claro que harmonização da carne vermelha com vinho tinto é clássica. Mas há alguns cuidados que devem ser tomados ao preparar essa refeição e escolher a bebida que combina com ela.

Por exemplo: as carnes defumadas devem ser acompanhadas por vinhos mais fortes e encorpados. O contrário vale para o alimento cozido a vapor, que pede uma bebida mais leve. Outra coisa: temperos muito fortes, como shoyu, vinagre, conservas e alho em excesso não harmonizam bem com o vinho.

2. Carnes grelhadas e churrasco pedem vinhos encorpados

vinho para churrasco

Muita gente associa o churrasco à cerveja ou à caipirinha. Mas saiba que o vinho pode cair muito bem nesse caso. Para isso, é preciso escolher os que têm taninos mais marcantes e que sejam bem encorpados. A mesma regra vale para o preparo da carne grelhada. Nessa linha, você pode apostar em um Malbec, Tannat ou Cabernet Sauvignon.

3. O molho interfere na harmonização de vinhos

Se você vai preparar a carne vermelha com algum tipo de molho, saiba que isso pede atenção na escolha do vinho. Por exemplo, se for um molho mais suculento ou gorduroso, você pode escolher uma garrafa de vinho feito da uva Shiraz.

Ao utilizar temperos e especiarias fortes, com sabor intenso, o vinho deve ser bem encorpado e potente. Por fim, se utilizar vinho no molho da carne, deverá servir a bebida do mesmo tipo para acompanhar.

4. Pescados vão bem com vinho branco

pescados e vinhos brancos

De modo geral, se o alimento vem do mar, o mais indicado é fazer a harmonização com vinho branco. Como esses pratos costumam ser mais leves e refrescantes, a bebida deve acompanhar essas características. Assim, ao servir o peixe, procure harmonizá-lo com uma boa garrafa de Sauvignon Blanc ou de Chardonay, no caso de um prato mais encorpado.

Até mesmo a culinária japonesa pode ser acompanhada de um bom vinho. Sushis e sashimis, por exemplo, vão muito bem com espumantes secos.

5. Harmonização de vinhos com Bacalhau

Assim como a pintura e a música, a gastronomia requer muita sensibilidade. A primeira pergunta que as pessoas se fazem é: devo servir com vinho branco ou tinto? A resposta mais objetiva seria: por que se restringir a isso? Sim, a margem para a harmonização com bacalhau contempla diversos tipos de vinho. O desafio é buscar uma combinação que leve em conta o modo de preparo e os ingredientes, considerando que as circunstâncias ficam a critério de cada um.

6. Frutos do mar não combinam com vinho tinto

Os taninos do vinho tinto costumam “brigar” com o iodo que acompanha os peixes e demais frutos do mar. Por isso, para não errar, mesmo no preparo de moluscos e crustáceos, o ideal é procurar harmonizá-los com vinho branco. Uma alternativa que pode ser bem interessante são os rosés ou espumantes, que combinam bem com ensopados e moquecas.

Ter um conhecimento básico, como o que apresentamos em nossas dicas, fará com que a harmonização de vinhos em seu cardápio seja saborosa e ofereça a você o prazer que deseja ao chegar em casa e preparar uma boa comida. Claro que são apenas sugestões, pois o importante é que você tenha liberdade para criar as próprias combinações e agradar ao seu paladar.

Gostou das nossas dicas? Que tal continuar lendo e descobrir por que você deveria pensar em ter uma área gourmet em casa?