Afinal, como o valor do condomínio é calculado?

Valor do condomínio: entenda como é calculado  — Guia completo

Já se perguntou como um condomínio consegue manter as próprias instalações e serviços em pleno funcionamento? A resposta está no valor do condomínio.

Entender como esse valor é calculado e para onde vai é essencial para uma convivência harmoniosa e para garantir que todas as necessidades do condomínio sejam atendidas de maneira equitativa.

Continue a leitura para o que é esse valor, como ele é calculado e os principais itens que compõem a estrutura dele!

O que é o valor do condomínio?

O valor do condomínio, também conhecido como taxa de condomínio ou cota condominial, é uma contribuição financeira paga pelos condôminos em um condomínio residencial ou comercial.

O montante arrecadado por meio do pagamento da taxa é destinado a cobertura de despesas comuns e manutenção das áreas compartilhadas do local, como:

  • limpeza;
  • manutenção da academia;
  • piscinas;
  • áreas de lazer;
  • jardinagem;
  • segurança;
  • outros.

A cobrança do valor do condomínio é mensal e deve ser paga por todos os condôminos, conforme o Artigo 1.336 do Código Civil Brasileiro.

Segundo essa legislação, todos os condôminos devem contribuir com o pagamento da taxa condominial. O descumprimento dessa obrigação pode acarretar em juros moratórios convencionados e multa de até dois por cento sobre o débito.

Afinal, como o valor do condomínio é calculado?

O cálculo do valor da taxa condominial é feito a partir da soma das despesas ordinárias e extraordinárias do condomínio, conforme estabelecido na convenção condominial e no regulamento interno. 

As despesas ordinárias incluem gastos regulares, como:

  • contas de luz;
  • água;
  • salários de funcionários;
  • manutenções diárias;
  • serviços básicos.

As despesas extraordinárias, por sua vez, abrangem:

  • custos imprevistos;
  • reformas não planejadas;
  • despesas com emergências.

A partir do orçamento anual, a administração do condomínio distribui o valor total entre os condôminos com base na fração ideal de cada unidade, que é determinada pela área útil do imóvel em relação à área total do condomínio. 

Logo, o valor do condomínio é proporcional ao tamanho do apartamento, porque visa assegurar uma contribuição justa de cada condômino para funcionamento adequado de todas as áreas comuns.

Leia também: Tipos de condomínio: conheça todas as classificações

Principais itens que compõem o valor do condomínio

Os principais itens que compõem a taxa de condomínio são:

  • salários dos funcionários e encargos sociais;
  • energia elétrica;
  • limpeza e manutenção;
  • elevadores;
  • segurança;
  • administração;
  • fundo de reserva para emergências;
  • contribuição para cobertura de gastos adicionais;
  • água e luz.

É normal as pessoas se perguntarem se a taxa de condomínio inclui água e luz. A inclusão desses itens na cota condominial depende das decisões tomadas em assembleias ou na própria convenção.

Contudo, é importante ressaltar que a taxa de condomínio inclui água e luz de áreas comuns. Ou seja, a iluminação de corredores, escadas, garagens, halls e outras áreas compartilhadas do condomínio é geralmente custeada pela taxa condominial. 

A importância da transparência na prestação de contas do condomínio

Valor do condomínio: o que é e como é calculado?

A prestação de contas do condomínio é a chave para criação de um ambiente saudável, colaborativo e confiável entre os moradores.

Isso porque é o meio pelo qual os moradores podem ter acesso às contas mensais e às decisões financeiras. Ou seja, o que é feito com o valor do condomínio, que é mensal.

Disponibilizar as informações de forma clara também é uma maneira de evitar conflitos e mal-entendidos, já que todos os condôminos podem ter acesso à gestão financeira do condomínio.

Além disso, a transparência incentiva a administração a buscar estratégias de otimização dos gastos e soluções econômicas, uma vez que as informações sobre as finanças do condomínio estão disponíveis para consulta.

E tem mais, uma gestão transparente está em conformidade com princípios legais e éticos

Portanto, contar com a transparência na prestação de contas do condomínio é a base para uma gestão eficiente e participativa, que proporciona benefícios para todas as partes envolvidas.

Perguntas frequentes sobre valores nos condomínios

Qual o valor médio de um condomínio?

O valor médio de uma taxa condominial depende de diferentes fatores, como localização, tamanho do espaço, serviços oferecidos, instalações e outros.

Por exemplo, um condomínio com piscina, área de lazer, academia e serviços de segurança 24 horas pode ter uma taxa condominial mais elevada em comparação com um empreendimento que oferece menos amenidades.

Mas só para ter uma média, uma pesquisa feita pela Loft Dados mostrou que os moradores de Porto Alegre pagaram uma média de R$ 6,40 por metro quadrado na taxa condominial em setembro de 2022. Isso resulta em R$ 512 por mês em um apartamento de 80 metros.

Leia também: Condomínio de luxo em Porto Alegre: 7 melhores para conhecer!

O que o condomínio não pode cobrar?

O condomínio só deve cobrar despesas que estejam previstas na convenção ou no regulamento interno do local.

Além disso, é vedado cobrar valores excessivos ou discriminatórios, bem como impor restrições não previstas legalmente.

É lei pagar condomínio?

Sim, o pagamento do valor do condomínio é mensal e obrigatório por lei. 

A obrigação está determinada no Código Civil Brasileiro, mais especificamente nos artigos 1.336 e 1.337.

Qual o valor máximo de um condomínio?

A legislação brasileira não determina um limite específico para o valor da taxa condominial.

Apesar disso, vale a pena destacar que o síndico deve ser razoável e justo na hora de estabelecer uma taxa.

Quem é isento de pagar condomínio?

Valor do condomínio: entenda como é calculado

A isenção da taxa de condomínio pode ser estabelecida mediante acordo entre os condôminos. 

Por exemplo, o síndico do local pode ser isento de pagar a taxa mensal. No entanto, essa decisão precisa ser tomada de maneira consensual entre os outros moradores.

Quer encontrar as melhores opções de condomínio para morar em Porto Alegre (RS)? Conte com a Bridge Imóveis!

Somos uma das mais renomadas imobiliárias de Porto Alegre, que oferece um serviço de intermediação de alta qualidade para compra, venda e aluguel de imóveis.

Com a nossa equipe, você encontra as melhores soluções para o que procura.

Encontre os melhores imóveis para comprar ou alugar com a Bridge Imóveis!

Compre o imóvel ideal com a Bridge Imóveis

Conclusão

Neste conteúdo, mostramos que o valor do condomínio é mensal, obrigatório e funciona como uma contribuição coletiva para custear as despesas comuns e a manutenção das áreas comuns do local.

O cálculo dessa taxa é feito com base em diversos fatores, o que inclui a fração ideal de cada unidade, as despesas ordinárias e extraordinárias, bem como outros serviços e facilidades oferecidos pelo condomínio. 

Além disso, explicamos a importância da transparência na prestação de contas, uma vez que ela consegue promover confiança e estimular uma gestão eficiente.
Quer se aprofundar mais no tema? Aproveite o momento e aprenda sobre quanto custa e quais são as vantagens de morar em condomínios!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *