Home » Afinal, no meu caso, é melhor alugar ou comprar um imóvel?

Afinal, no meu caso, é melhor alugar ou comprar um imóvel?

foto chaves na mão

Claro que o sonho de todo mundo é sair do aluguel, pegar as chaves da casa própria e começar uma nova vida. Entretanto, contrariando o senso comum, nem sempre optar pela compra de uma propriedade é a opção mais lucrativa. Diversos fatores devem ser estudados e calculados na hora de decidir entre alugar ou comprar um imóvel.

A fim de fazer a melhor escolha para sua vida, sua família e sua saúde financeira, é ideal que tudo seja analisado com cautela, deixando a emoção de lado.

Mas como escolher um caminho sem arrependimentos e sem dívidas?

Preparamos esse post para ajudar você nessa missão e saber o que deve ser levado em conta na hora de decidir permanecer no aluguel ou investir em um imóvel. Quer saber mais? Confira!

Analise seu momento de vida

O primeiro passo para tomar uma decisão importante como essa é refletir a respeito do seu momento como profissional e como pessoa.

Isso porque um financiamento imobiliário ou qualquer outra modalidade de compra de casa ou apartamento é um comprometimento que dura muitos anos. É essencial que você esteja estável e seguro em sua ocupação profissional.

Analise, ainda, seu momento como pessoa. Pretende morar sozinho? Planeja começar sua família? Está pensando em ter filhos em médio ou em longo prazo? Tudo isso é relevante na hora de avaliar se é mais vantajoso alugar ou comprar uma casa.

Avalie sua realidade financeira para comprar ou alugar um imóvel 

Outro fator determinante para escolher entre alugar ou comprar uma casa é estudar sobre sua receita e seu orçamento. Independentemente da modalidade de compra, seja por financiamento, diretamente com a construtora ou por meio de consórcio, a compra de um imóvel certamente vai impactar na sua vida financeira.

Faça simulações de pagamento e avalie se a compra de uma casa vai comprometer muito sua renda mensal. De forma geral, o ideal é que os gastos com as parcelas ou com o aluguel não ultrapasse os 30% da renda familiar.

Também é importante lembrar que os sistemas financeiros não financiam um imóvel em sua totalidade, o que obriga você a ter uma reserva robusta para oferecer como entrada. Uma dica é manter o aluguel e abrir uma poupança que viabilize a compra da casa.

Faça os cálculos corretos para comprar ou alugar um imóvel 

Essa parte é um pouco mais complexa do que as outras, mas extremamente necessária e importante para você avaliar se é melhor Comprar ou alugar um imóvel. 

Primeiro de tudo, faça uma pesquisa das modalidades de financiamento imobiliário e escolha as taxas de juros, as parcelas do financiamento, sua renda e o valor que você gasta com aluguel atualmente.

Lembre-se, ainda, de que um imóvel de sua propriedade pode valorizar bastante e fazer com que você lucre quando quiser vender seu imóvel.

Quer ver um exemplo de como isso é feito na prática? Imagine que você planeje comprar um imóvel no valor de R$600 mil. Esse valor, se aplicado, renderia por volta de R$4 mil mensais com uma taxa de 0,8%.

Caso o aluguel de um imóvel de mesmo valor custe menos do que o rendimento dessa aplicação hipotética, então convém você esperar um pouco para comprar o bem. 

A ideia, aqui, não é fazer você desistir de comprar sua casa própria ou começar a investir no mercado imobiliário. O importante é entender que é essencial fazer um bom planejamento e esperar o momento sério para realizar esse sonho.

Independentemente da sua escolha, lembre-se de sempre contar com a ajuda de uma imobiliária de confiança. Assim você garante preços justos, consultoria com profissionais que entendem do mercado e segurança na negociação.

Quer saber mais sobre o assunto? Tire suas dúvidas sobre alugar ou comprar uma casa com um dos nossos especialistas Bridge Imóveis.